28 julho 2009

Homossexualidade é doença?


Recebi email pedindo pela liberdade de expressão de Rozangela Justino (no link você pode ver algumas das bobagens que ela defende).

Particularmente sou sempre a favor da liberdade de expressão.. para mim, tudo pode ser dito.


Entretanto as pessoas devem arcar com as consequências do que dizem... Se acuso alguém de ladrão posso ser condenado por difamação (se não provar a acusação). Se digo que os negros deveriam ser exterminados, posso ser acusado de racismo... Assim, nem tudo pode ser dito, sem consequência.

Afinal, homossexualismo é doença mental? Que diferença faz?


A esquizofrenia paranóide é uma doença mental, e a sociedade diz que o doente deve ser tratado, independente de sua vontade.. dá para entender as implicações de tratar algo como doença mental?

Sobre a cura dos homossexuais, recomendo a história do matemático Alan Turing...

Esse é o homem que inventou a computação, propôs a inteligência artificial, e quebrou os códigos secretos de guerra nazista (dando vitória aos aliados). Ele deveria ser visto como um herói pelos americanos e britanicos, e como um gênio pela humanidade, pela contribuição que deu, não é mesmo?
Ele terminou se suicidando porque foi condenado pela sociedade americana corte inglesa nos anos 50 a tratamento hormonal para curá-lo do homossexualismo. Ai fica fácil entender a posição dos homossexuais e porque não querem que alguém acredite que podemos "curar homossexuais".

26 julho 2009

Roubei do Nostal..


Adorei essa! Toda a autoridade deve ser questionada?!

03 julho 2009

Cogito ergo Sum!

A tradução mal feita pegou quase todo mundo, mas Descartes nunca disse "Penso, logo existo".. Ele disse "Duvido, logo existo." Esse detalhe sutil faz toda a diferença e resume porque tem um monte de gente na acadêmia que não sabe o que é fazer ciência! Eles acham que o mestrado / doutorado é lugar para PENSAR, e não para TER DÚVIDAS!

DÁ-LHE LAERTE:


Fonte: http://verbeat.org/blogs/manualdominotauro/